Votação Encerrada

Conheça abaixo os seis projetos finalistas do Call to Innovation 2015.

A cerimônia de premiação aconteceu no dia 16 de abril, às 15 horas, na FIAP Paulista.

Piipee - Save the Water

Ezequiel - 21/12/2014

Nós desenvolvemos um produto ecologicamente correto que reduz em até 80% o consumo de água nos vasos sanitários. Utilizando uma solução biodegradável, bactericida e anti-alérgica, o PIIPEE neutraliza as características físico-químicas da urina, sendo assim, quando o usuário for urinar, ao invés de acionar a descarga ele aciona o PIIPEE. Simples Assim. O PIIPEE já foi testado com mais de 300 pessoas e estamos entrando com as notificações no órgãos reguladores para em breve, iniciar a comercialização do mesmo. Temos a patente requerida. Uma das grandes vantagens do PIIPEE é que ele custa menos que a água que seria consumida, mesmo em locais onde o preço do metro cúbico é baixo; com uma tecnologia inovadora, de baixo custo e simples, o PIIPEE vai economizar nos próximos meses milhões de litros de água por dia. Um cálculo efetuado por um engenheiro da SABESP indica que se utilizado em escala na Grande São Paulo, o PIIPEE irá gerar uma economia de no mínimo 4 mil litros por segundo! Mais de 1 BI de litros a cada três dias.
Em 2013 fomos finalistas do Desafio Brasil da FGV. Em 2014 ganhamos o Pitch Your Business da UFRGS e fomos finalistas nacionais do Inovativa Brasil, apresentamos o PIIPEE na final nacional que ocorreu na FIAP.
Já estamos com mais e 5.000 pedidos realizados entre consumidor final e empresas. Entre as empresas temos alguns nomes como: Todeschini, Tecnisa, Netshoes, Petrobras, Unimed, Odebretch, Oi, Metrô SP, entre outras empresas que nos procuraram!

Fomos convidados a participar ao vivo do Programa Hoje em Dia (Rede Record) para apresentar o PIIPEE no dia 25/02/2015.
Recentemente saímos em alguns sites que desejamos compartilhar:
http://g1.globo.com/sao-paulo/blog/como-economizar-agua/post/grupo-de-amigos-cria-spray-biodegradavel-que-substitui-agua-na-descarga.html
http://super.abril.com.br/blogs/tendencias/brasileiro-cria-descarga-quase-a-seco-que-nao-agride-meio-ambiente/
http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Acao/noticia/2014/12/startup-cria-produto-que-dispensa-descarga.html
http://classificados.folha.uol.com.br/negocios/2014/12/1564300-criada-por-brasileiros-marca-piipee-tenta-reduzir-uso-da-descarga.shtml
http://www.pensamentoverde.com.br/produtos/brasileiros-criam-descarga-que-economiza-em-ate-80-o-consumo-de-agua/
https://catracalivre.com.br/geral/empreendedorismo/indicacao/piipee-o-aparelho-que-economiza-agua-e-neutraliza-o-odor-da-privada/
http://www.startupsstars.com/2014/12/piipee-startup-que-vai-ajudar-a-salvar-a-agua-do-planeta/
http://www.serranossa.com.br/editorias/geral/nao-de-descarga-acione-o-piipee-/
http://www.inovativabrasil.com.br/blog/nem-so-de-hardware-e-software-vive-o-empreendedorismo-brasileiro
http://www.jornalsemanario.com.br/noticia/inovacao-de-bento-para-o-mundo

Nosso site: www.piipee.com.br

AGROSMART

Mariana - 15/03/2015

DE ACORDO COM A ONU CERCA DE 70% DA ÁGUA DO MUNDO É UTILIZADA PARA IRRIGAÇÃO NA AGRICULTURA. ALÉM DISSO, CERCA DE 50% DESTA ÁGUA É DESPERDIÇADA DURANTE O PROCESSO. ISTO PORQUE O AGRICULTOR NÃO SABE QUANDO E QUANTO IRRIGAR, E AO IRRIGAR NA HORA ERRADA ACABA PERDENDO ESTA ÁGUA POR EVAPORAÇÃO E AINDA PODE PREJUDICAR O DESENVOLVIMENTO DA PLANTA, QUE PODE PERDER SEUS NUTRIENTES. NESSE SENTIDO, CRIOU-SE A AGROSMART QUE UTILIZA DE SENSORES NO AMBIENTE E MEDE DIVERSAS VARIÁVEIS PARA ENTENDER A NECESSIDADE REAL DO CULTIVO E ENTÃO BASEAR A IRRIGAÇÃO NESSA NECESSIDADE. ASSIM, SE OS SENSORES DETECTAM QUE O SOLO ESTÁ SECO MAS QUE IRÁ CHOVER NOS PRÓXIMOS DIAS, A IRRIGAÇÃO NÃO É ATIVADA. CASO CONTRÁRIO, A IRRIGAÇÃO SÓ OCORRE ATÉ ATINGIR O PARÂMETRO IDEAL DE CADA CULTIVO.

AO IRRIGAR SOMENTE O NECESSÁRIO NA PLANTAÇÃO É POSSÍVEL NÃO SÓ AUMENTAR A PRODUTIVIDADE AO ENTREGAR A PLANTA EXATAMENTE O QUE ELA PRECISA PARA SE DESENVOLVER, MAS TAMBÉM ECONOMIZAR ÁGUA AO EVITAR O SEU USO DESNECESSÁRIO. A UTILIZAÇÃO CORRETA DA IRRIGAÇÃO DE MANEIRA PRECISA TAMBÉM ACABA POR REDUZIR OUTROS CUSTOS DO AGRICULTOR COMO ENERGIA E MÃO DE OBRA. O AGRICULTOR TEM ACESSO ONLINE À UMA APLICAÇÃO QUE EXIBE EM TEMPO REAL COMO SE ENCONTRA O SEU CULTIVO, COMO ESTÁ O CONSUMO DE ÁGUA PARA QUE ELE CUMPRA OS LIMITES DA OUTORGA. AINDA, ELE CONSEGUE PERCEBER COMO FOI A EVOLUÇÃO DO CULTIVO AO LONGO DO TEMPO, E COMO ESTAVA O AMBIENTE QUANDO ELE OBTEVE MAIOR PRODUTIVIDADE, APRENDENDO COM ESTE PROCESSO É POSSÍVEL BUSCAR O CENÁRIO AMBIENTAL IDEAL A FIM DE OBTER MAIOR PRODUTIVIDADE.

A AGROSMART É UMA STARTUP ACELERADA PELA BAITA ATRAVÉS DO PROGRAMA STARTUP BRASIL.

WWW.AGROSMART.COM.BR

BRASTAX- SANEAMENTO COM MICROALGAS

Juliana - 15/03/2015

A PROPOSTA PARA MINIMIZAR A CRISE DA ÁGUA É UTILIZAR BIOTECNOLOGIA COM MICROALGAS PARA SANEAR EFLUENTES INDUSTRIAIS. ESTE PROCESSO INOVADOR GERA ÁGUA PARA REUSO INDUSTRIAL E BIOMASSA DE ALTO VALOR AGREGADO, QUE PODE SER APLICADA NA CADEIA PRODUTIVA DAS INDÚSTRIAS GERADORAS DO EFLUENTE, FECHANDO ASSIM UM CICLO DE SUSTENTABILIDADE.

VALE RESSALTAR QUE SEGUNDO DADOS APRESENTADOS PELA ONU, O SETOR INDUSTRIAL É O SEGUNDO MAIOR CONSUMIDOR DE ÁGUA DO PLANETA. ATUALMENTE CERCA DE 22% DO TOTAL DE ÁGUA POTÁVEL UTILIZADA É DIRECIONADA PARA ATIVIDADES INDUSTRIAIS, SENDO QUE PARA MUITOS PROCESSOS INDUSTRIAIS PODERIA SER UTILIZADA ÁGUA DE BAIXA QUALIDADE, POUPANDO UMA GRANDE QUANTIDADE DE ÁGUA POTÁVEL PARA SER UTILIZADA POR QUEM REALMENTE NECESSITA.

DE TODA A ÁGUA UTILIZADA NOS PROCESSOS INDUSTRIAIS, 80% VOLTA AOS CORPOS HÍDRICOS COM NA FORMA DE EFLUENTE, COM ALTOS TEORES DE CARGA ORGÂNICA E COMPOSTOS POLUENTES. GERANDO NÃO SÓ UM PROBLEMA AMBIENTAL, MAS TAMBÉM UMA VIA ÚNICA DE DESPESAS ÀS EMPRESAS, QUE NECESSITAM DAR O DEVIDO TRATAMENTO A ESTES RESÍDUOS ANTES DE SEREM DISPOSTOS NOS CORPOS HÍDRICOS, CONFORME A LEGISLAÇÃO AMBIENTAL VIGENTE.

COM A TECNOLOGIA DESENVOLVIDA PELA BRASTAX SOMOS CAPAZES DE TRATAR OS RESÍDUOS LÍQUIDOS DE EMPRESAS DOS MAIS DIVERSOS SETORES, PRINCIPALMENTE PROCESSAMENTO ANIMAL E FÁBRICAS DE RAÇÕES, AS QUAIS UTILIZAM MUITA ÁGUA EM SEU PROCESSO PRODUTIVO E PORTANTO SÃO GRANDES GERADORES DE EFLUENTES. A INDÚSTRIA DE ABATE DE FRANGO, POR EXEMPLO, CHEGA A UTILIZAR UMA MÉDIA DE 20 LITROS DE ÁGUA POR FRANGO ABATIDO, GERANDO ANUALMENTE 112 BILHÕES DE LITROS DE EFLUENTE.

O SISTEMA JÁ PATENTEADO, UNE DUAS TECNOLOGIAS PARA CHEGAR AO SEU OBJETIVO. APÓS PASSAR PELO SISTEMA DE TRATAMENTO SECUNDÁRIO USUAL, O EFLUENTE DAS INDÚSTRIAS É DIRECIONADO AO SISTEMA DA BRASTAX, ONDE PASSA POR UMA ETAPA DE OZONIZAÇÃO PARA ADEQUAÇÃO DO EFLUENTE E RETIRADA DE ORGANISMOS PATÓGENOS. NA SEGUNDA ETAPA SÃO UTILIZADOS SISTEMAS DE FOTOBIOREATORES AUTOMATIZADOS PARA DAR À MICROALGA CONDIÇÕES IDEAIS DE CRESCIMENTO. NESTA ETAPA A ESPÉCIE DE MICROALGA SELECIONADA ENTRA EM CONTATO COM O EFLUENTE, E ATRAVÉS DE REAÇÕES UNICAMENTE BIOLÓGICAS RETIRAM EM MÉDIA 90% DOS COMPOSTOS POLUENTES E PROMOTORES DA EUTROFIZAÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS.

TENDO OCORRIDO O SANEAMENTO, OCORRE A SEPARAÇÃO DA ÁGUA TRATADA E DAS MICROALGAS, SENDO A ÁGUA PASSÍVEL DE REUSO NA PRÓPRIA INDÚSTRIA, PARA OS MAIS DIVERSOS FINS NÃO-NOBRES (SUPRIDOS ATUALMENTE COM ÁGUA POTÁVEL), COMO DESCARGAS DE BANHEIROS, LAVAGEM DE PISOS E CAMINHÕES E RESFRIAMENTO DE EQUIPAMENTOS. A BIOMASSA DE MICROALGAS, PODERÁ SER UTILIZADAS COMO FONTE DE COMPOSTOS ESPECÍFICOS PARA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA, NA FORMA DE INSUMO PARA RAÇÕES ANIMAIS OU COMO FERTILIZANTES AGRÍCOLAS. JÁ QUE DEPENDENDO DA DEMANDA DE CADA EMPRESA PODEM SER UTILIZADAS MICROALGAS RICAS EM DIVERSOS COMPOSTOS, COMO PROTEÍNAS, ANTIOXIDANTES E CORANTES.

AS GRANDES VANTAGENS DO SISTEMA BRASTAX ESTÃO NA:

EFICIÊNCIA NA RETIRADA DE COMPOSTOS POLUIDORES
QUALIDADE DA ÁGUA GERADA NO TRATAMENTO
REDUÇÃO DA DEMANDA POR FONTES NATURAIS DE ÁGUA
ECONOMIA DE ÁGUA E REDUÇÃO DE CUSTOS COM O RECURSO
REDUÇÃO DA QUANTIDADE DE EFLUENTE DISPOSTA EM CORPOS HÍDRICOS
GERAÇÃO DE INSUMOS APLICÁVEIS NA INDÚSTRIA
MAIOR RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL PARA AS INDÚSTRIAS

A BRASTAX,É HOJE UMA STARTUP REFERÊNCIA EM INOVAÇÃO, FUNDADA EM 2012 E FORMALIZADA EM 2014, QUE JÁ RECEBEU CINCO PRÊMIOS NACIONAIS E UM INTERNACIONAL POR SUAS CRIAÇÕES. RECEBENDO O RECONHECIMENTO DE INSTITUIÇÕES COMO SANTANDER, REDE EMPREENDIA,SECRETARIA GERAL IBERO-AMERICANA, SEBRAE/SC, FAPESC , FIESP E SENAI/SC, PROMOTORES DESSES CONCURSOS.

NO INÍCIO DE 2015 VALIDAMOS NOSSO MODELO DE NEGÓCIO, COM A CONQUISTA DO PRIMEIRO CLIENTE, ONDE SERÁ DESENVOLVIDO O PRIMEIRO SISTEMA EM PLANTA INDUSTRIAL. NESTE PRIMEIRO CASE ESTAREMOS GERANDO BIOMASSA RICA EM PROTEÍNA PARA A INDÚSTRIA BEM COMO REDUZIREMOS A DEMANDA ATUAL DE COMPRA DE UM CAMINHÃO PIPA DE ÁGUA POTÁVEL POR DIA PARA A EMPRESA.

NOSSA EQUIPE DE QUATRO SÓCIOS , NA QUAL ATUO COMO DIRETORA OPERACIONAL, É FORMADA POR UM GRUPO DE PESQUISADORES EXPERIENTES, UNIVERSIDADES ( UNIVALI E UFSC) E EMPRESAS PARCEIRAS DE RENOME NA ÁREA, O QUE NOS PERMITE EVOLUIR CONSTANTEMENTE EM NOSSOS PROCESSOS E OFERECER SERVIÇOS COM QUALIDADE.

FORMADA EM OCEANOGRAFIA, SEMPRE ESTIVE MUITO PRÓXIMA ÀS QUESTÕES AMBIENTAIS, CIENTE DE QUE VIVEMOS EM UM MUNDO ALTAMENTE TECNOLÓGICO E QUE USUFRUI DOS SEUS RECURSOS SEM MEDIR AS CONSEQUÊNCIAS. VI COMO UMA MISSÃO A TENTATIVA DE EQUILIBRAR E UNIR OS DOIS LADOS, O DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INDUSTRIAL, E A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL PARA PROMOVER ASSIM UM SISTEMA EQUILIBRADO E SUSTENTÁVEL.

ARGAMASSA QUE REDUZ O CONSUMO DE ÁGUA EM 95%

Gilberto - 03/03/2015

A construção civil, principalmente em etapas críticas como a preparação de argamassas e concreto, contribuí SIGNIFICATIVAMENTE com o consumo de água nas metrópoles. em função da grande demanda por habitações oriunda do déficit habitacional, da disponibilidade de crédito e da mudança das famílias para centros urbanos, esse impacto deve ser considerado e tratado para garantia da disponibilidade de água e da manutenção das obras e canteiros. embora a água não seja vista e nem tratada como material de construção, o consumo é bastante elevado, por exemplo, para a confecção para de somente um metro cúbico de argamassa, gasta-se em média de 160 a 200 litros de água. na média, podemos considerar o consumo de 500 litros de água para cada metro quadrado da obra. isso é um grande consumo. grandes obras podem chegar a consumir 2.000 metros cúbicos de água por mês. desenvolvemos uma tecnologia de argamassa polimérica pronta que reduz o consumo de água para preparação da argamassa em pelo menos 95%.essa argamassa já é entregue pronta em aplicadores, sem necessidade de uso de água na obra e permite um rendimento 20 vezes superior no uso para alvenaria. dessa forma, possibilitamos redução do desperdício e efetiva queda de consumo. o sistema é bastante simples: a argamassa é preparada e entregue para a construtora nos aplicadores. a viabilidade se dá pois, em função das características dessa argamassa, a construtora irá utilizar 20 vezes menos produto. Cada metro quadrado com essa tecnologia utiliza somente 1,5 kg de argamassa enquanto que o convencional consome pelo menos 60 kg. além disso, com o alto rendimento, há economia do frete no transporte e de água nas etapas de limpeza de materiais, masseiras, betoneiras que não serão mais necessárias. reduzimos indiretamente o consumo de água em função da economia de energias das betoneiras na obra.

FILTRAGEM VIA FOTOCATÁLISE E NANOTUBOS DE CARBONO

Alexandre - 15/03/2015

A falta de acesso à água potável atinge centenas de milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. A tendência é que esse problema se agrave. Filtragens convencionais (física, química e microbiológica) e tratamentos químicos, mesmo combinados, possuem limitações quando aplicados em escala global ou em áreas remotas. Ou seja, não satisfazem todos os requisitos necessários de: eficiência, eficácia, custo baixo, portabilidade, baixo uso de energia, grande vida útil e facilidade de manutenção. Principais exemplos: - Carvão ativado: alto custo; não remove todos os contaminantes. - Osmose reversa: baixo aproveitamento (ou uso excessivo de energia). - Fervura / destilação: uso excessivo de energia; não removem todos os contaminantes. - Cloração, iodação ou ozonização: indisponibilidade em regiões remotas; requerem cuidados na armazenagem, manipulação e dosagem. A proposta consiste em distribuir, para cada família carente de água potável, filtros portáteis capazes de purificar qualquer água disponível (contaminada, poluída ou salgada), cujas 4 etapas são: pré-filtragem, desinfecção fotocatalítica, filtragem por nanotubos de carbono e remineralização. Etapa 1: pré-filtragem de impurezas em suspensão (como areia, barro, ferrugem e outros sedimentos) através de um filtro lavável de areia, que tem baixo custo, facilidade de manutenção, grande vida útil e eficácia na redução da turbidez da água. Além disso, aumenta a durabilidade e a eficiência dos filtros das etapas 2 e 3. Etapa 2: ativação fotocatalítica de uma malha de dióxido de titânio. Esse processo, facilmente ativado por energia solar, é capaz de decompor quase 90% dos detritos orgânicos em apenas 2 horas. O titânio é um dos semicondutores fotossensíveis mais utilizados pela sua abundância, baixo custo, facilidade de processamento e excelentes propriedades catalíticas. Nessa etapa também ocorre, ao mesmo tempo, desinfecção da água pelos raios ultravioleta do Sol através do método SODIS. Etapa 3: filtragem baseada em malha de nanotubos de carbono, cuja produção atualmente tem alta escalabilidade e custo reduzido. Cada filtro baseado nessa nanotecnologia retém contaminantes químicos e biológicos tão pequenos quanto vírus, íons tóxicos e metais pesados, tendo autonomia para purificar até 30.000 litros de água. Isso equivale ao consumo básico de uma família de 4 pessoas durante 1 ano. Etapa 4: remineralização automática. Vários estudos indicam que o consumo de água desmineralizada, em médio prazo, é prejudicial à saúde humana. Nessa última etapa, acrescentam-se sais minerais essenciais para: adicionar eletrólitos à água, ionizá-la, corrigir seu pH e melhorar seu sabor. Em testes sensoriais, uma combinação de sódio, potássio, cálcio e magnésio foi considerada ideal, sendo cada refil capaz de remineralizar até 1.000 galões (3.785 litros) de água. Por fim, o reservatório de água filtrada é revestido com prata coloidal (nanopartículas de prata) para mantê-la esterilizada até o consumo. Os refis de cada etapa de filtragem podem ser substituídos de forma independente, sempre que o filtro apresentar defeito ou queda de desempenho – percebida rapidamente por alterações de cor, sabor ou redução de vazão da água. Com essas tecnologias combinadas, é possível transformar qualquer água de qualidade desconhecida em água agradável e segura para consumo, sem depender de manutenção frequente (basta fornecer refis em quantidade ou frequência adequada) ou de fontes esgotáveis/inacessíveis de energia, como baterias ou energia elétrica em áreas remotas.

LEAN WATER RESOURCES

Lucas - 19/02/2015

Calcula-se que aproximadamente 70% da água potável é gasta na agricultura.
E para se ter uma ideia, no Brasil é desperdiçado cerca de 72% da água utilizada neste setor.
Assim conclui-se que por volta de 50% da água potável é perdida na agricultura.
Em contato com especialistas notei que as 2 maiores formas de perda são: evaporação e a percolação.

1) novo modelo de fogquest (problema da perda por evaporação)
o fogquest foi desenvolvido para captar a água de nevoeiros / locais com muita neblina, como nome sugere fog=nevoeiro e quest=busca.
O fogquest atual é uma espécie de manta plástica que "apanha" as gotículas de água que passam no nevoeiro, e quando estas gotículas muito pequenas se aglomeram elas caem em um reservatório.
A ideia é criar um novo modelo de "fogquest" para captar a água que evapora de uma produção agrícola.
* é necessário desenvolver estudos mais detalhados para criar um "fogquest" com esta finalidade, e que seja viável para produtores de pequeno a grande porte.

2) manta de percolação (problema de perda por percolação)
Atualmente há muita perda de água na irrigação (principalmente na Irrigação por superfície) devido a percolação, escoamento da água para solo.
A ideia é criar uma espécie de "manta" que consiga captar / direcionar parte desta água que é perdida no solo indesejavelmente.
* é necessário desenvolver estudos mais detalhados para criar esta manta com esta finalizade, de forma que seja viável tanto para pequenos produtores como para grandes. E de forma que não gere erosão no solo.

Acredito que a proposta do LEAN WATER RESOURCES, atacando tanto a água que evapora como que percola sejam soluções viáveis / baratas para reduzir os desperdícios grotescos que assolam não só o brasil como também o mundo todo.
Muitos país já investiram em tecnologia agrícola, porém estes não são a grande maioria, o que nos remete novamente a pensar em soluções viáveis para redução do desperdício nesta área.

Solução para crise da água é redução dos desperdícios, think LEAN, think LEAN WATER RESOURCES!

Conheça os outros projetos que participaram

Não foram encontrados resultados!