0%

Auto Avaliação Institucional

Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior

A Autoavaliação Institucional faz parte do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES), que abrange todas as instituições de educação superior do país.

Atendendo aos dispositivos legais, Lei Federal nº 10.861 de 14 de abril de 2004, Portaria do MEC/INEP2051/2004 entre outros, a Autoavaliação Institucional é um processo permanente de construção e formação. Deve ser uma construção coletiva para o aperfeiçoamento das práticas pedagógicas. Visa, ainda, ao desenvolvimento de uma cultura avaliativa que atenda aos interesses da comunidade, respeitando-se os objetivos da avaliação formativa:

  • Produzir conhecimento.
  • Aumentar a consciência pedagógica e a capacidade profissional dos docentes e funcionários.
  • Fortalecer relações de cooperação entre os atores institucionais.
  • Prestar contas à sociedade.
  • Efetivar a vinculação da Instituição com a comunidade.

Comissão Própria de Avaliação

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da FIAP é o órgão responsável pela coordenação dos processos internos de avaliação da instituição, de sistematização e prestação de informações de acordo com os artigos 11 e 12 da Lei nº 10.861/2004.

O objetivo principal da CPA é estabelecer um canal direto de comunicação entre a comunidade (alunos, professores, pessoal técnico-administrativo e sociedade civil) e a instituição (em suas dimensões política, acadêmica e administrativa), visando à excelência na prestação dos serviços pela FIAP, em compromisso com o desenvolvimento do indivíduo e da sociedade.

COMPOSIÇÃO DA CPA

A CPA da FIAP é constituída por ato de seu Diretor Acadêmico e assegura a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada.

A CPA está representada pelos seguintes membros:

A CPA está representada pelos seguintes membros:

  • Presidente: Claudio Carvajal Junior.
  • Representante(s) Docente(s): John Paul Lima / Marcos Crivelaro.
  • Representante(s) Discente(s): Maiara Magalhães A. Paiva / Luis Carlos de Souza Silva.
  • Representante(s) Técnico-administrativo(s): Cristina Midori Ano Alves/ Mariana Dias Benedetti.
  • Representante(s) da Sociedade Civil Organizada: Danieli Llamazalez Nobis / Eliana Carla Rodrigues.

Histórico de Avaliação FIAP

Desde o seu segundo ano de funcionamento, a FIAP vem trabalhando em projetos internos de Avaliação Institucional, objetivando o acompanhamento de seus processos e a melhoria contínua da qualidade de seus produtos educacionais.

A Avaliação Institucional da FIAP baseia-se em indicadores próprios de cada área, sendo ela acadêmica ou administrativa. Alguns desses indicadores já estão sendo utilizados desde 2001.

A partir de 2004, a FIAP vem aprimorando as Diretrizes para a Avaliação das Instituições de Educação Superior, apoiada no SINAES, instituído pela Lei nº 10.861/2004.

A Avaliação Institucional é uma ferramenta indispensável para subsidiar o desenvolvimento das instituições de ensino superior no Brasil.

A par das iniciativas governamentais de incentivo às avaliações de resultado, possibilidades concretas de revisão do papel social das organizações universitárias vêm sendo implementadas, enfatizando a importância das avaliações de processo e permitindo o exercício da autorreflexão institucional.

A partir das discussões realizadas entre os membros da CPA, consolidou-se a ideia de a avaliação institucional ser um processo dinâmico, crítico, contínuo e de reflexão interna sobre as ações da instituição em seu âmbito acadêmico e administrativo, cujo objetivo é o autoconhecimento; e das ferramentas utilizadas servirem como base para as tomadas de decisões, de modo a melhorar e diversificar suas atividades fins e aprofundar seu relacionamento com a sociedade.

Plano de Avaliação Institucional

A Avaliação Institucional na FIAP é estruturada de modo a garantir a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da Sociedade Civil Organizada.

São realizadas avaliações semestrais entre alunos e professores; e o processo de avaliação se dá, em linhas gerais, pelas seguintes etapas:

  • Pesquisa com o corpo discente.
  • Pesquisa com o corpo docente.
  • Pesquisa com a equipe administrativa.
  • Reunião entre a CPA e os alunos (amostragem).
  • Reunião entre a CPA (coordenação), direção e alunos (amostragem).
  • Reunião entre a coordenação, direção e professores.
  • Reunião entre CPA (coordenação), direção e mantenedora.
  • Apresentações em sala dos resultados obtidos com os questionários de Avaliação.
  • Divulgação dos resultados para toda comunidade acadêmica e sociedade civil.