A China se aproxima do Vale do Silício

13 de julho de 2017

19990138_188760141659892_8463873542237820775_n

Especialistas e investidores debatem sobre como a China está reduzindo a distância do nível tecnológico do Vale do Silício. “Precisamos de mais disrupção na China, o gap em software é maior do que em hardware e a interação entre universidades e empresas é muito maior no Vale do Silício”, diz Anna Fang, CEO da Zhenfund, um dos maiores fundos de investimentos da Ásia.

O governo chinês está muito focado em inovação e incentiva a população. As empresas estão começando a entender que precisam “colocar a mão na massa”, fazer protótipos e testar. As crianças estão aprendendo isso nas escolas.

Segundo Anna Fang, as pessoas querem testar novos produtos, novos aplicativos. Isso ajuda muito o ecossistema como um todo. “Será que pelas proibições aqui presentes não estamos criando um ecossistema próprio e fechado? ”. Porém, apesar das barreiras criadas pelas restrições impostas pelo “The Great Firewall”, algumas destas aplicações, como o WeChat, estão superando as fronteiras. Agora, os empreendedores chineses querem ser globais.