Entrando na era dos carros autônomos

13 de julho de 2017

19989331_188779634991276_640401913231170625_n

Há uma corrida para construir e comercializar carros autônomos o mais rápido possível. Mas como implantar esta tecnologia? Todos os veículos terão que ser autônomos? A era dos carros conduzidos por humanos está chegando ao fim?

Os maiores concorrentes no setor automobilístico japonês estiveram juntos no palco da RISE para falar sobre a batalha dos veículos autônomos: Kiyoshi Fujiwara (Mazda Motor Corporation), Hiro Saijou (Yamaha Motor Ventures & Laboratory Silicon Valley), Brandon Hill (btrax) e Nick Sugimoto (Honda R&D Innovations, Inc).

Eles falaram sobre suas iniciativas de Inteligência Artificial, direção autônoma e mobilidade avançada. Todos estão trabalhando com iniciativas nestas áreas, em geral em dois formatos: investimentos em startups e fornecimento de API e dados para que parceiros possam desenvolver novas aplicações baseadas nos sistemas do carro.

Um dos novos projetos da Yamaha é o robô que dirige motos. Para a Honda, em alguns anos, as pessoas vão ter perspectivas diferentes sobre o que esperar de carros. Alguns querem apenas sair de um ponto A para um ponto B, sem necessidade de possuir um carro. Mas, alguns ainda vão querer ter o prazer de dirigir.

Para Kiyoshi Fujiwara, da Mazda Motor Corporation, além da locomoção, algumas pessoas querem sentir o movimento e a experiência com a máquina. “Estamos, na verdade, mais preocupados com o envelhecimento da população. Queremos usar a tecnologia para facilitar a locomoção de idosos”.

Já a Honda, quer tornar o tempo dentro do carro mais útil e funcional.