Prototipação do Futuro

13 de março de 2018

29133467_282164878986084_4524945908805936973_n

A Ficção Científica poderia ser usada como ferramenta de inovação, visão estratégica e geração de visões de futuro em salas de reuniões corporativas, laboratórios de pesquisas e até mesmo em salas de governo?  Para responder a essa e outras questões sobre futurologia, o SxSW reuniu três escritores para um bate-papo sobre criação de cenários futuros a partir da Ficção Científica: Madeline Ashby, escritora canadense autora de “Company Town”; Ramez Naam, especialista em tecnologia e escritor de ficção científica, mais conhecido pela trilogia “Nexus”, e Bruce Sterling, curador de conteúdo do SxSW, escritor de ficcção científica conhecido por seu trabalho na antologia Mirrorshades. O debate foi intermediado por Kevin Bankston, diretor da New America’s Open Technology Institute.

A técnica de criar cenários futuros a partir da Ficção Científica está sendo chamada de “Science Fiction Prototyping” e pode ajudar na criação de um futuro melhor para a humanidade a partir da experiência da comunidade de ficção científica. Esta técnica está sendo levada muito a sério pela X-Prize, que patrocina um Conselho Consultivo formado por uma seleção de 64 escritores e cineastas de ficção científica encarregados de imaginar futuros positivos que sejam realistas e possíveis de se concretizar. Este novo projeto tem como objetivo direcionar a ficção científica para fazer mudanças positivas no mundo real. Em julho, a X-Prize planeja publicar uma antologia on-line de histórias de ficção científica geradas por este Conselho Consultivo, relatando as experiências dos passageiros em um voo fictício entre Tóquio e San Francisco, que são misteriosamente transportados 20 anos para o futuro. O tema da viagem aérea faz sentido pois o projeto é copatrocinado pela companhia aérea japonesa ANA.  As histórias serão publicadas em seat14c.com e provavelmente incluirão visões de alguns dos “futuros melhores” que a X-Prize busca.