Tecnologia e empreendedorismo: aluno da FIAP vende sua startup para grupo norte americano

26 de agosto de 2021
Compartilhe

Vinicius Mesel, aluno do curso de Engenharia da Computação da FIAP, junto com seu sócio Rodolfo Egarter fundou três empresas: PyJobs, FrontJobs e RecrutaDev. Em agosto de 2021, foi anunciado que as três plataformas foram compradas pela Exponential Ventures, uma startup fundada pelo brasileiro Adriano Marques. Agora, as três iniciativas que oferecem serviços relacionados com desenvolvimento front-end e python serão parte de uma única central inédita: a Pluo.

Confira abaixo a entrevista com o aluno Vinicius Mesel, sobre sua trajetória, criação das empresas e atendimento ao mercado americano:

Da esquerda para a direita, Vinicius Mesel, Adriano Marques e Rodolfo Egarter. (Divulgação)

De onde veio a ideia de criar essas 3 startups?

A ideia de criar as 3 empresas foi basicamente para ajudar o mercado de trabalho de desenvolvedores. Em 2017, quando havia me matriculado para a graduação em Engenharia da Computação [na FIAP], sempre ouvia que não haviam vagas em Python. Por isso, decidi criar um consolidador de vagas e freelances para mim e meus amigos. Este projeto acabou se tornando o PyJobs. Observando a mesma necessidade nas comunidades de desenvolvedores Front-End, criei o FrontJobs e a RecrutaDev, empresas que permitiram que conseguíssemos profissionalizar os websites e atingir clientes.

Como foi o processo de venda para a Exponential Ventures?

Conheci o Adriano Marques (CEO da Exponential Ventures) através de uma publicação de vaga da Exponential Ventures dentro de nossa plataforma. Acabamos conversando por muito tempo e fomos sentido sinergia. Eu e meu sócio, Rodolfo Egarter, já estávamos pensando em como atingir o mercado internacional e a aquisição pela Exponential Ventures caiu como uma luva, permitindo aprimorar todos os trabalhos de desenvolvimento de uma plataforma, com mais facilidades para os candidatos.

Qual a maior novidade agora como Pluo?

A principal novidade da Pluo é facilitar a contratação de profissionais da América Latina por parte de empresas internacionais. Damos todo o suporte para empresas que precisam contratar candidatos que falem inglês e suas diversas línguas nativas, além de facilitarmos o processo de qualificação técnica de candidatos.

Quais os próximos passos após a venda das empresas para o grupo americano?

Estamos trabalhando cada vez mais com o nosso time (de 13 pessoas dedicadas à Pluo) para melhorar a experiência de procura de empregos para profissionais de desenvolvimento de software. Devemos lançar algumas

features de certificação de candidatos e de busca de empregos melhoradas, permitindo com que candidatos recebam apenas as vagas que realmente se enquadram com o que estão buscando.

Como o projeto Startup One da FIAP se relaciona com o PyJobs, o FrontJobs e a RecrutaDev?

O projeto do Startup One não se relacionou tanto com a RecrutaDev em si, mas os professores Igor Souza, Tatiana Coelho, André David, Tiago Mercante, Sandro Ferraz e Renê Oliveira deram mentorias e suportes durante diversos períodos. Em 2018, os professores Igor e Tatiana me mostraram as formas de empreender e como fazer acontecer. Os professores André, Sandro e Tiago sempre me incentivaram e tiraram minhas dúvidas sobre processos empresariais e de como se tornar realmente um empreendedor e um programador melhor. E agora, o professor Renê vem mostrando diversas técnicas que eu já conhecia mas não com toda a profundidade. Sou extremamente grato a todos eles, à minha família, amigos e ao Adriano Marques e ao Rodolfo Egarter por me apoiarem.

 

Por: Giulia Andrade

Nosso site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.

Prosseguir