Como fazer um bom pitch?

14 de julho de 2017

19955932_189297338272839_3781850208625836127_o (1)

Anna Fang (ZhenFund) e Bradley Horowitz (Google) destacaram boas dicas para realizar um pitch com sucesso. “Vá direto ao ponto, é simples assim. Em 15 segundos você precisa dizer o que você veio fazer nesta sala” ressalta Bradley Horowitz.

Anna Fang destaca que é preciso saber descrever bem e rapidamente qual é o mercado e o problema identificado. “Além disso, os empreendedores precisam ter algumas características: empatia, capacidade de levantar fundos, vendas e habilidade de atração”, afirma Anna.

“O pitch é uma forma de entender como os empreendedores pensam, mas não é ele que vai fazer o negócio ser fechado. Pessoalmente, eu adoro quando os empreendedores podem apresentar um Demo funcional”, diz Horowitz. Existe uma cultura de que fazer o Canvas é o suficiente para conseguir um investidor, mas o pitch ou os slides não vão fazer um investidor fazer um aporte financeiro na sua startup. A entrega de algo funcionando, ou a capacidade de mostrar que é possível dar tração à sua ideia, é o que ambos os palestrantes consideram essencial.

“Em 4 minutos, o que considero ser um tempo ótimo, o empreendedor precisa mostrar que tem estrutura e sabe do que está falando. Nós criamos inclusive templates para deixar mais fácil para um empreendedor apresentar sua ideia. É um processo muito estruturado”, diz Horowitz.

Anna Horowitz também afirma que saber alguns caminhos para o desinvestimento é importante, mas que nem sempre o empreendedor tem a melhor estratégia. “Quando falamos de investimento, e não apenas uma aquisição estratégica, é importante também ter uma solução de saída para o investimento – o processo de desinvestimento” conclui Anna.