Evolução da Comunicação Homem x Máquina

14 de março de 2018

conver

Quando duas pessoas conversam, o significado vem tanto das palavras emitidas quanto das mensagens não-verbais que estão sendo transmitidas (forma de olhar, tom de voz). Porém, quando a conversa é entre um humano e uma máquina, temos somente as palavras para sustentar a comunicação e isso pode não ser muito eficiente. Pensando nisso, o Google organizou uma discussão entre seu chefe de design – Hector Ouilhet, e sua chefe de pesquisa – Laura Granka – sobre como podemos construir relações melhores entre humanos e máquinas.

O debate entre Ouilhet e Granka mostrou como o Google evoluiu ao longo do tempo para promover uma melhor compreensão e uma experiência de comunicação homem-máquina mais eficiente. Quando o Google apareceu, ele substituiu os portais como nosso principal meio de acesso às informações na internet. Bastava teclar em uma caixa em branco e o Google se encarregava de pesquisar e trazer o resultado. Porém, é preciso aprimorar cada vez mais o senso de pesquisa do Google, pois como definir o significado do que o usuário está querendo utilizando somente algumas palavras, sem ter acesso à intenção que está por trás da pesquisa. Um mesmo conjunto de palavras digitadas na caixa em branco do Google pode trazer resultados diferentes, dependendo da pessoa que está pesquisando. Como isso é possível?

O Google vem desenvolvendo diversos projetos de pesquisas para ajudar a inferir a intenção por trás de seus termos de pesquisa para fornecer um conjunto mais útil de resultados e garantir sua perenidade no mundo hostil da internet. Um destes projetos trabalha com as viagens dos usuários para melhor projetar a pesquisa. O exemplo dado no debate mostra como isso funciona: para uma pesquisa simples como “Eleição Presidencial dos EUA”, os resultados desejados seriam muito diferentes dependendo do estágio em que se encontra o usuário. Se ainda faltar algum tempo para o dia da votação, o resultado deve trazer locais onde se registrar para votar. Na manhã das eleições, o resultado deve trazer o local de onde o eleitor poderá votar.  Na noite da votação, o resultado da pesquisa deve ser o resultado das eleições.