5ª edição do Call to Innovation

23 de abril de 2015

A FIAP, em parceria com a Singularity University, realizou a premiação da 5ª edição do Call to Innovation em 16 de abril no Campus Paulista. O concurso teve a crise global da água como tema neste ano. Ao todo, 562 pessoas se inscreveram, cinco projetos foram selecionados pela banca e um foi eleito pelo júri popular em votação pelo site. “Durante vários anos do concurso, a prioridade é colocar um problema global em discussão, isso já causa um impacto positivo. Além disso, incentiva o empreendedorismo e a inovação em uma competição que coloca no cenário mundial a capacidade do brasileiro” avaliou o integrante da banca e diretor de empreendedorismo da FIAP, Marcelo Nakagawa. O evento contou com a participação do embaixador global da Singularity University, Salim Ismail, que abriu a premiação palestrando sobre organizações exponenciais.

Após a palestra de Salim Ismail, cada finalista teve 3 minutos para apresentar seu projeto para o público. Entretanto, a banca já havia assistido à apresentação e realizado entrevistas no dia anterior para avaliar cada um. “Os critérios típicos de avaliação são capacidade inovadora, capacidade de implementação e o impacto que o projeto vai causar” explicou Nakagawa.

O prêmio do Call to Innovation é uma bolsa de estudos para o Graduate Studies Program (GSP) 2015 da Singularity University, que fica no Vale do Silício e tem cursos focados em inovação. Além do GSP, o vencedor terá as despesas com alimentação e estadia pagas. Depois da experiência internacional, o vencedor ganhará uma bolsa integral para um curso do programa de MBA da FIAP.

A premiação

O projeto vencedor do Call to Innovation 2015 foi o Agrosmart, da finalista Mariana Vasconcelos. A vencedora tem 23 anos e é formada em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Itajubá (Unifei). “Nós criamos essa solução porque acreditamos realmente que podemos melhorar a vida das pessoas no campo com o uso de tecnologia”, afirma. Apesar de jovem, Mariana já teve outras duas startups. Hoje dedica-se exclusivamente à Agrosmart, que já foi vencedora do Startup Weekend em 2013.

“Eu estou muito feliz por ter ganhado o prêmio e o que mais me motiva é saber que o meu projeto pode efetivamente ajudar na crise hídrica. Eu acredito no potencial dessas pessoas, no curso de MBA da FIAP, na Singularity University. Acho que esses prêmios vão me potencializar como agente de mudança para fazer isso acontecer” comemorou Mariana.

Saiba mais sobre os projetos e seus idealizadores:

Agrosmart

Biomassa

Brastax

Lean Water Resources

Photonano

PIIPEE – Save the water

materia