MBA em Business Innovation: é possível aprender a inovar

16 de março de 2021
Compartilhe

A capacidade de inovação é essencial para os profissionais e os negócios do futuro

Em meados dos anos 90, após a Guerra Fria, surgiu o termo VUCA (sigla que significa Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo em inglês), para representar o cenário do mundo naquele momento. Após o início da pandemia, VUCA começou a ficar obsoleto, dando espaço para um novo conceito: o mundo BANI (sigla em inglês para Frágil, Ansioso, Não Linear e Incompreensível), representando o panorama atual e dos próximos anos.    

Com a necessidade de alternativas para sobreviver a este cenário caótico, a importância da inovação começou a ser levantada por pessoas e empresas. Inovar é colocar novos conceitos e ideias em execução, obtendo resultados e criando algum tipo de valor para alguém. Apesar de uma necessidade cada vez maior pela inovação, ainda há poucos profissionais capacitados para tal.  

No Centro Universitário FIAP, o MBA em Business Innovation foi criado com a intenção de preparar profissionais para lidar com velocidade de mudanças, tecnologias que se desenvolvem exponencialmente e questões disruptivas, transformando-os e fazendo com que eles revolucionem seus negócios. “Hoje, todos os profissionais precisam dessas habilidades, principalmente os que exercem cargos de liderança, seja hierárquica ou transversal. Aquele que se pós-gradua em Business Innovation está preparado para atuar no processo de inovação de absolutamente todas as indústrias”, afirma Mara Carneiro, coordenadora acadêmica do curso.  

As disciplinas ensinadas no MBA da FIAP não ficam restritas apenas a estratégias e a gestão de negócios. O curso navega entre tendências do mundo, desenvolvimento pessoal, relações interpessoais, liderança e equipes. Atualmente, as empresas ainda estão em etapas de maturidade muito diferentes em relação à inovação, o que acaba deixando o mercado de trabalho bem amplo nesta área.  

O aluno de Business Innovation: Change Makers pode se beneficiar da pós-graduação para diferentes propósitos: mudar de cargo, começar a empreender, trocar de empresa etc. “O pré-requisito para entrar no MBA é estar apto para ‘receber o tranco’ da transformação que o curso propõe. O perfil ideal é o profissional que, independentemente do cargo, está no momento de se transformar, de dar um upgrade em si mesmo”, finaliza a coordenadora.  

 

Por: Giulia Andrade